webQuest

Loading...

sábado, 30 de julho de 2011

ELABORAÇÃO DE PROJETO - EIXO 1


Síntese  do texto "Projeto de vida"


     De acordo com o professor titular e diretor de departamento de metodologia do ensino e educação comparada da Faculdade de Educação da USP Nilson José Machado, projeto é lançar-se para o futuro, com orientação. É a busca pelo que se pretende ser e conhecer. É a procura por respostas para uma interrogação que provoca interesse e incomoda. Ele defende estas idéias e diz acreditar que o destino escolar dos estudantes está ligado à capacidade  deles de estabelecer projetos e de criar interrogações, expectativas e interesses para lançarem-se sobre eles.
   Segundo Machado, o fundo filosófico para o conceito de projetos vem de um pensador espanhol, Ortega y Gasset, que falava de futurição – um termo que pode ser entendido como lançar-se sempre para o futuro. “Ortega não usou a palavra projeto. Mas nesta vertente, entende-se por projeto um modo de agir do ser humano que define quem ele pretende ser e como se lançar em busca de metas. Quem não procura nada, quem não tem metas, morreu e  esqueceu de ser avisado. O que vai acontecer, depende do sujeito”, diz. O professor afirma que os projetos podem ser considerados em diversas escalas. Por exemplo, num país, com a definição de seus rumos e metas; na escola, com a busca por se enraizar na comunidade. Mas no âmbito escolar, ele afirma que os projetos devem estar diretamente ligados ao conceito de cidadania.
   Machado explica que John Dewey (1859-1952), teórico da educação, escreveu em livros como Democracia e Educação que pensava a escola como uma micro-sociedade e não só como uma preparação para o futuro. “O trabalho com projetos é um micro-exercício da vida em sociedade, pois define as metas comuns dos indivíduos”, afirma o professor.
   Para Nilson José Machado, há uma banalização do uso da palavra projeto na escola.
“Todo trabalho se chama projeto. É como aqui na faculdade: todos precisam estar desenvolvendo projetos, mas nem tudo são realmente projetos. Alguns são trabalhos. Um curso de capacitação, por exemplo, é um trabalho não um projeto. A essência do projeto é a incerteza de sua realização.”
   O professor defende que um projeto não pode ser previamente condenado ao fracasso, nem tão pouco ao sucesso e não pode ter metas triviais nem impossíveis. “Metas assim não mobilizam. Num projeto deve sempre existir o risco, mas não a impossibilidade. A existência de um projeto está ligada à dúvida, ao estudo e a uma meta em aberto. Nos trabalhos desenvolvidos nas escolas muitos não tem características de projeto. “O professor não pode definir sozinho, sem a participação e interesse dos alunos, qual será o tema de um projeto. Um indivíduo não pode ter um projeto ou uma meta pelo outro”
   De acordo com Machado, “As escolas deveriam parar de propagandear quantos alunos colocam na faculdade, para mostrar quantos deles se formaram. Aí sim estarão mostrando que realmente prepararam bem os estudantes. Uma escola precisa ser avaliada pela formação que dá e não por quantos estudantes coloca no curso superior.”
   Portanto, deveria haver sempre o desenvolvimento de projetos, com uma meta a ser alcançada, com uma dúvida a ser respondida, com busca de conhecimento. Proporcionando o desenvolvimento de projetos reais e substanciais para o futuro do aluno, preparando-o inclusive para seus projetos de vida.


Cursista: Maria José da Silva

segunda-feira, 4 de julho de 2011

VISITEM O PORTAL DO PROFESSOR E VEJA O SITE ABAIXO E TENHA UMA ÓTIMA APRENDIZAGEM SOBRE A HISTÓRIA DO AEDES AEGYPTI

                                      Caros colegas!
      Assistam esse vídeo que fala sobre a História da vinda do mosquito da dengue da África para o Brasil e saiba onde ele se instalou primeiro no nosso país e onde teve a primeira epidemia .
     Também conheça outras doenças além do dengue que ocorreram no meio do século XIX no Rio de Janeiro e em todo o Brasil.
        Eu achei esse vídeo perfeito para se trabalhar esse assunto, pois ele não fala só do mosquito Aedes Aegypti e sim de outras doenças que atacaram o nosso país, mas muitas dessas doenças atualmente foram erradicadas através das campanhas de vacinações e também dos agentes de saúde. 
                               Tenha cuidado com o mosquito da dengue!
                Ele é traiçoeiro e quando você menos espera ele aparece!
      Conheça um pouco sobre a História do nosso país!

O site é: http://dengueportalprofessor.wordpress.com/

sábado, 2 de julho de 2011

PARTILHANDO CONHECIMENTO SOBRE O VÍDEO: Bloco do passo - Salto no tempo


CURSO PROINFO
ATIVIDADE EM DUPLA

TUTORA:Paula Edilma
CURSISTAS: Maria José da Silva e Maria do Socorro Alves de Morais
DATA: 29/O6/2011
ATIVIDADE: 3.4

    Caros colegas visitem o site http://www.youtube.com/watch?v=L3XlxbNxjqg e assistam o vídeo “Bloco do passo -Saltos no tempo” e vejam como é interessante criar uma atividade diferente usando blocos e palmas.
    É um vídeo que ensina o aluno usar bem o seu espaço dentro de uma sociedade.
    Também achamos interessante a harmonia entre os componentes, pois é preciso que todos estejam dentro do compaço para a coreografia sair perfeita!
    Nesta atividade é trabalhada a lateralidade, noção de espaço, ritmo e a sequência de ordem.

Projeto e Currículo


ATIVIDADE 3.3


Projeto e Currículo

O conceito historicamente de currículo é que trabalha tanto com o conhecimento organizado, sistematizando, aceito socialmente e selecionado em estrutura previamente concedidas como do conhecimento que o aluno traz do seu contexto, da vida, mas que não se limita ao conhecimento cotidiano. Logo o currículo não é apenas uma lista de conteúdos prontos à serem transmitidos aos alunos e não se esgota na aplicação do conhecimento da experiência do cotidiano.
Registramos que o currículo tem sido orientado à transmissão do conhecimento socialmente válido e resultante de uma seleção organizada intencionalmente com objetivo que o aluno alcance determinados resultados. O desenvolvimento do currículo na realidade da escola e no contexto de sala de aula, vai além das grades curriculares e envolve toda a escola, a vida dos alunos, o entorno escolar, os conhecimentos locais e globais que interferem no sistema de relações estabelecendo na dinâmica do processo educacional.
A integração de tecnologia de informações e comunicação permite interligar duas vertentes em novas práticas pedagógicas Internet e Web, expandindo situações de aprendizagem.
O uso dessas tecnologias em processos de aprendizagem propicia o registro digital das produções dos alunos, criando condições para que seja possível identificar as dificuldades e os avanços dos alunos.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

PLANO DE AULA

Atividade postada na biblioteca – data:29/06/11

CURSO PROINFO


UNIDADE III – CURRÍCULO, PROJETOS E TECNOLOGIAS
TURMA: NTE - DIRED
TUTORA : Paula Edilma da Silva Lima
CURSISTA: _Maria José da Silva e Maria do Socorro Alves de Morais
  

ESTRUTURA CURRICULAR
MODALIDADE: Ensino Fundamental I
COMPONENTE CURRICULAR: Língua Portuguesa e Ed. Física
TURMAS: 2º E 3º ANO
PLANO DE AULA

TEMA: Brincadeiras de roda


OBJETIVO:
§  .Conhecer e vivenciar as cantigas de roda através de pesquisas e relatos de pessoas mais velhas.

DADOS DA AULA:

O que o aluno poderá aprender com esta aula:
§  . Fazer um levantamento oral  de hipótese sobre o que os alunos sabem sobre brincadeiras de roda.
§  .Listar no quadro o nome das brincadeiras relatadas por eles.
§  .Pesquisar na internet e com pessoas mais velhas sobre cantigas de roda.
§  .Praticar algumas cantigas de roda com suas coreografias..
§  .Convidar pessoas mais velhas para falarem sobre suas brincadeiras de rodas quando crianças.
§  .Oferecer um chá na culminância das aulas sobre o tema estudado.

DURAÇÃO DAS ATIVIDADES:
4 aulas de 50 minutos.

CONHECIMENTOS PRÉVIOS TRABALHADOS PELO PROFESSOR COM O ALUNO:
§  .Canções folclóricas

ESTRATÉGIAS E RECURSOS DA AULA
Prática Social inicial

§  . Antigamente a prática da brincadeira de roda era muito usado pelas crianças independente da sua classe social, todas brincavam, principalmente ao anoitecer quando juntavam -  se todas as crianças daquela rua e começavam a brincar até a hora de irem  dormir. N a escola essa prática também era muito usada, principalmente na hora do recreio, principalmente as meninas.Mas que pena! Com o passar do tempo estas brincadeiras estão desaparecendo e já não se ver mais  essas lindas brincadeiras com suas belas coreografias.


ATIVIDADE 1
·         Converse com seus alunos  sobre  as brincadeiras de roda e pergunte quem já brincou de roda e quais foram as cantigas que eles cantavam ao brincar.

·         2. Peça aos seus alunos que se agrupem e  façam uma lista com os nomes das brincadeiras de roda que conhecem e logo após cada grupo faz a leitura para toda a turma em voz alta.
3. Faça junto com eles um cartaz com os nomes de todas as brincadeiras que eles falaram e anotaram.

·         4..Acompanhe seus alunos até a sala do Proinfo e juntos façam uma busca na internet de algumas brincadeiras ou cantigas de rodas e logo em seguida peça para os mesmos digitarem em suas pastinhas já existentes no computador.

·         5. . Volte para sala de aula  e passe uma pesquisa para os alunos fazerem com pessoas mais velhas da família sobre as brincadeiras de roda durante sua  infância e peça  anotar no caderno.

ATIVIDADE 2

·         No outro dia, no início da aula peça para lerem AA pesquisa realizada com os seus parentes sobre as brincadeiras de roda.
·         Após a leitura, peça para os alunos se agruparem em duplas e juntos com suas pesquisas confeccionarem um livrinho e ilustrarem sobre as brincadeiras pesquisaram.

ATIVIDADE 3

·         Na aula seguinte, abra um espaço de para seus alunos brincarem de roda, colocando em prática as pesquisas realizadas.
·         Passe uma atividade de casa para realizarem em dupla convidando uma pessoa mais velha à vir na escola falar um pouco das suas brincadeiras de roda na época de criança.
ATIVIDADE 4
1.      Organize a sala em circulo para começar a conversa com as pessoas convidadas, falando para toda a turma sobre as brincadeiras de roda na sua infância.


2.      Coloque os livrinhos produzidos pelos seus alunos em uma exposição e convide outras turmas para visitar
3.      Logo após, ofereçam um chá em homenagem a esse lindo momento para todos os visitantes.
4.      Termine esse dia com um momento que envolva toda a escola e façam um recreio diferente, brincando de roda com todos os alunos.

PRÁTICA SOCIAL FINAL

Este momento veio enriquecer os nossos conhecimentos e dos nossos alunos sobre a importância de resgatar as cantigas de roda através de pesquisas na internet e com pessoas mais velhas da comunidade, mostrando os valores dessas pessoas para a continuação e a escrita da nossa História.

RECURSOS COMPLEMENTARES
http://www.qdivertido.com.br/cantigas.php  - site sobre cantigas de roda.
http://www.cantigaderoda.com/  -site sobre cantigas de roda, oferece letras e melodias.

AVALIAÇÃO

Dar –se - á através das atividades de pesquisas, produções, desenhos e participação no momento de discussão e atividade prática.